Depois de declaração polêmica de Julia Volkova, Lena Katina defende os gays no Facebook

 
A cantora Lena Katina, da extinta dupla t.A.T.u., sentiu necessidade de se posicionar depois que Julia Volkova declarou, em um programa de TV da Rússia, que não aceitaria que seu filho fosse gay. A entrevista repercutiu negativamente entre os fãs – muitos deles gays – e Lena usou o Facebook para dar sua opinião. “Amor é amor, e é um sentimento maravilhoso. Acho que todos deveriam sentir-se livres para amar quem amam e ficar com quem querem passar suas vidas”, escreveu.
 


Lena também disse que estava lendo comentários sobre sua posição sobre os LGBT e sobre sua religião. Por isso, citou até Deus em seu discurso. “Deus nos ensina a viver em amor, ser tolerante e não julgar as outras pessoas. E é o que eu faço!”, escreveu a artista, que lançou uma música recentemente e prepara seu disco solo para novembro.

Julia, por sua vez, adotou um discurso conservador no programa de TV – totalmente contrário ao marketing usado pelo t.A.T.u. A dupla ficou famosa internacionalmente justamente pelo apelo homossexual. Ela e Lena fingiam ser namoradas. Apesar disso, Julia diz: “homens devem ser homens de verdade. Deus criou o homem para a procriação. Essa é a natureza”.